X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
PUBLICIDADE

Quando escolhemos ser pais

Escolhemos orientar, amar incondicionalmente e viver uma extraordinária viagem de aprendizagem e resgate.

Quando escolhemos ser pais
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Quando escolhemos ser pais, escolhemos guiar. Escolhemos orientar, amar incondicionalmente e viver uma extraordinária viagem de aprendizagem e resgate.


Quando escolhemos ser pais, não ganhamos filhos, nós somos escolhidos por eles. Não compramos, não escolhemos numa prateleira, não são propriedade nossa.

Não mesmo!


Para mim está aí uma grande confusão sabe?
Temos a certeza, não sei porquê, que eles são "nossos" filhos no sentido de propriedade: eu mando, eu escolho, eu determino, eu submeto.


Essas crianças vieram para a gente e nós temos o privilegio e a responsabilidade de guia-lós. Temos que exercer um poder protetor só que acabamos exercendo um
poder punitivo: os apagamos, os humilhamos, batemos, calamos, mudamos rotas, impedimos sonhos. Achamos que o corpo deles nos pertencem, que temos acesso irrestrito. Também pertencem a nós as escolhas, as ideias, a profissão, a religião, a escolha sexual, a vida.


Orientação é uma coisa, imposição é outra. Humilhação é pior ainda e como isso acontece! "Bobagem! Cala a boca! Você não sabe nada! Você não tem idade para querer nada! Deixa chorar, uma hora ele aprende (Aprende ou desiste de pedir ajuda à única pessoa que ele confia na vida?)"


Hoje me perguntaram se eu teria problema em ter um filho homoafetivo. A minha resposta foi aquela que meu filho mais velho me deu uma vez quando o questionei o que ele pensava sobre o assunto: "mãe, vc gosta de branco, meu pai gosta de azul e eu, de vermelho. O que isso diz a respeito do caráter da gente?" Para mim é isso. Meu interesse é na felicidade, no caráter deles. O resto? Não me diz respeito. O corpo não é meu, é deles.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para Quando escolhemos ser pais

Enviando Comentário Fechar :/
PUBLICIDADE